OUÇA A RÁDIO

Deputados estaduais consumiram mais de meio milhão de reais só com combustível

O Estado não tem uma população que justifique todo esse aparato

Redação Fatos & Notícias 

Texto: Haroldo Cordeiro Filho

O povo não tem como suportar esse peso, o elefante é muito grande (Foto: Reprodução internet)

Nesta semana, o que vimos circular na mídia foi o gasto de R$ 2,45 milhões que os deputados estaduais tiveram no mês de junho com mais de 500 assessores. Pelo momento que o Brasil vive, não seria o caso do exemplo vir de cima? A meu ver, claro que sim!
Nesse contexto, não posso deixar de mostrar minha indignação quando nos referimos à despesa do cidadão com a máquina pública, como dizia nosso Maluco Beleza, Raul Seixas, “são muitas estrelas para pouca constelação”. Temos muitos parlamentares e pouca efetividade, pensando nisso, bem que poderia cair pela metade e, com certeza, não haveria comprometimento na qualidade dos serviços. Quantidade não significa qualidade. São projetos de lei que mais parecem, sem desmerecer, indicações de presidentes de bairro.
O povo não tem como suportar esse peso, o elefante é muito grande. O Estado não tem uma população que justifique todo esse aparato, verba de gabinete, combustível, carro, motorista, entre tantas outras despesas desnecessárias e mordomias, que afrontam a população, que tem que sobreviver com R$ 998,00. Só para se ter uma ideia, os 30 deputados gastaram, com combustível, mais de meio milhão, somente no primeiro semestre deste ano.
Vivemos num Estado com mais de 220 mil analfabetos, onde, nesse universo, 57,5% são mulheres; num Estado em que crianças na faixa etária de zero a três anos, estão fora da escola e, muitas vezes, jogadas em estruturas que parecem mais depósitos, sem o mínimo de condições exigidas para o bom desenvolvimento cognitivo e social.
Vivemos num Estado onde os cidadãos, tanto dos centros urbanos como das zonas rurais, vivem como presas de bandidos e delinquentes e onde as dessemelhanças de raças, de gêneros e de classes sociais, em pleno século 21, nos coloca no ranking das federações mais violentas do País.
Num Estado em que o meio ambiente é agredido a todo instante. Suas matas com o som da motosserra, suas bacias hidrográficas poluídas pelas grandes empresas… basta passear por Vitória e ver a Praia de Camburi, cartão postal da Capital, imprópria para banho… Municípios como Serra, Linhares e São Mateus, com suas lagoas invadidas pelo mercado imobiliário e rios assoreados.
Num Estado em que a intolerância prevalece entre as diferenças; num País onde a moral, a ética e o respeito estão empoeirados, há décadas, nas prateleiras do passado… Portanto, por esses, e outros fatos não citados, é que me vejo na obrigação de externar meu repúdio com essas pessoas que defendem o princípio da minoria elitista.

Assembleia capixaba tem gastos exorbitantes (Foto: Reprodução internet)

Haroldo Cordeiro Filho
Jornalista – DRT 003818/2018
Microempresário e Coordenador-geral da ONG Educar para Crescer

Haroldo Cordeiro Filho

Haroldo Cordeiro Filho

Jornalista haroldojornalfatosenoticias .es@gmail.com
Luzimara Fernandes

Luzimara Fernandes

Jornalista redacaojornalfatosenoticias .es@gmail.com
Rafaela Rangel

Rafaela Rangel

Nutricionista CRN-ES 08100271-rafaelarangel. nutricionista@gmail.com
Jorge Pacheco

Jorge Pacheco

Advogado, Radialista e Jornalista redacaojornalfatosenoticias .es@gmail.com

Sobre nós

Nossa missão é informar de maneira isenta e independente e ser referência, no Estado, em conteúdo focado na responsabilidade social e ambiental.

Contatos

  • Vitória - ES - Brasil
  • (27) 3070-2951
  • jornalfatosenoticias.es@gmail.com

Clima

booked.net

© Copyright 2019 - 2021 - Jornal Fatos & Notícias.

Fabrício de Queiroz, motorista de Flávio Bolsonaro movimentou 1,2 milhão de reais. Muito suspeito, não?

Redação Fatos & Notícias