07 de dezembro de 2017

Governo cria rede para combater violência e ampliar direitos das mulheres

Redação Fatos & Notícias

O ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, o presidente Michel Temer e a secretária especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, durante assinatura do decreto de criação da Rede Brasil Mulher (Valter Campanato/Agência Brasil)

Para articular governo e setores da sociedade no enfrentamento da violência contra a mulher e na promoção da igualdade de gênero, o governo criou ontem (6) a Rede Brasil Mulher. O decreto que institui a rede foi assinado pelo presidente Michel Temer em cerimônia no Palácio do Planalto.
O Brasil Mulher atuará com base nos eixos da autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho; enfrentamento e combate à violência contra e mulher; saúde, educação e fortalecimento da participação das mulheres nos espaços de poder e decisão.
O objetivo é mobilizar governos, setor empresarial e organizações da sociedade civil para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), em especial do quinto objetivo, de alcançar a igualdade de gênero e empoderamento de todas as mulheres e meninas.
Temer disse que a intenção da rede é envolver também os homens nas ações voltadas para promover a autonomia das mulheres, além de aumentar a participação feminina na política. 

Esta mensagem que estamos hoje aqui comemorando é tão prioritária que é preciso união de esforços e não apenas das mulheres, mas de homens e mulheres”, disse Temer em breve discurso após a assinatura do decreto. “Com a rede haverá melhor entrosamento, melhor emprego de recursos e melhores resultados”, acrescentou.

Feminicídios
A secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, lembrou que o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídios do mundo e disse que a Rede Brasil Mulher buscará contribuir para mudar essa realidade. “A rede é uma iniciativa que ultrapassa os limites de governo e anima e orienta a luta da sociedade e do Estado para novos e melhores tempos”.
De acordo com a secretária, as ações da rede serão orientadas pela Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e acordos internacionais dos quais o Brasil é signatário.
A Rede Brasil Mulher terá um comitê executivo, com participantes de ministérios como Cultura, Trabalho, Desenvolvimento Social, Saúde e Justiça, que vão desenvolver ações direcionadas às mulheres.

Fonte: Agência Brasil



COLUNISTAS



Fernanda Prates
Advogada redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Gislene Ataíde
Coach de Carreira, Palestrante e Consultora de Gestão Organizacional redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Jorge Pacheco
Advogado, Radialista e Jornalista redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Karin Alessandra
Psicóloga redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Felipe Moro Loureiro
Professor Doutor em Ciência, na UCL redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Walmir da Hora
Economista Empresarial, especialista em Gestão Estratégica redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Luzimara Fernandes
Jornalista redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Vanderlei Santos Rodrigues
Professor e Especialista em Educação Física redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Vinicius Nery
Estudante de Jornalismo na Ufes redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Edmilson Alves
Corretor de Imóveis redacaojornalfatosenoticias.es@gmail.com

Dr. Arnaldo Marques Junior
-

Prof.Raphael Balsa
-

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES