Lifestyle Viagem

ESPÍRITO SANTO REGISTRA UMA DAS MENORES QUEDAS NAS ATIVIDADES TURÍSTICAS DURANTE A PANDEMIA

Vitória, Espírito Santo, Brasil

De acordo com o Boletim da Economia de Turismo capixaba, o Espírito Santo registrou a quarta menor queda das atividades turísticas entre os 12 estados pesquisados no País, no segundo trimestre de 2020.
Paralelamente às pesquisas que integram o Boletim da Economia do Turismo, o “Observatório do Turismo do Espírito Santo” realizou este ano duas edições da pesquisa de avaliação dos impactos econômicos no setor.
Na primeira edição, o trabalho apontou a necessidade de linhas de crédito específicas para o setor, reforçando o que a Setur, junto ao governo, já vinha articulando. De acordo com a segunda edição da pesquisa, realizada pelo “Observatório” 42,4% dos entrevistados buscaram linhas de crédito nos bancos do Estado.
“Uma das ações de destaque em junho deste ano, durante a crise, foi a liberação do uso do Fundo de Aval, como mecanismo garantidor à contratação de operações de crédito junto ao Bandes, emitida pelo governador Renato Casagrande. Atendendo às necessidades apontadas pelo setor na primeira pesquisa, que realizamos durante a crise provocada pela pandemia”, comenta o secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana.
Nesta mesma pesquisa realizada, os dados mostram que, no segundo trimestre deste ano, 81,8% das pessoas físicas, sendo a maioria guias de turismo, tiveram 100% das atividades interrompidas. Já entre as empresas das redes hoteleiras e pousadas, restaurantes e até mesmo transportadoras, 50% das atividades foram interrompidas completamente, 30% das empresas reduziram até 75% das atividades e 15,5% das empresas reduziram 50% de suas atividades.
Os empresários do setor também fizeram sua parte, auxiliando ao manter o emprego de seus empregados para aliviar a crise. Em 52% das empresas pesquisadas, não ocorreram demissões. Alternativamente, os empreendedores propuseram uma redução de 49,1% na jornada de trabalho e suspensão de 45,3% dos contratos, dentre outras medidas.

“Este é um dado muito importante para nós. Reflete o trabalho rápido do governo do Estado, no enfrentamento à pandemia, e da Setur, que manteve o diálogo diário com os empresários e municípios, informando e orientando sobre as medidas econômicas adotadas pelo Governo Federal. Junto ao governo do Estado buscamos linhas de crédito específicas para o setor. Além disto, o Espírito Santo, assim que lançados os protocolos sanitários criados por especialistas e aprovados pela Anvisa, para o setor, orientou e incentivou o trade local a aderir. Hoje temos 462 estabelecimentos do setor com o selo Turismo Responsável”, diz Uliana.

Algo muito importante para o setor turístico são os sinais de retomada das atividades. Na aviação, por exemplo, há uma estimativa de recuperação de 60% do volume de passageiros em novembro, em relação ao mesmo mês do ano anterior. Em junho, foram retomados três voos semanais (ida e volta) na rota Brasília-Vitória, já para dezembro, há previsão de um voo diário (ida e volta) de Vitória-Recife.
A partir de novembro, o Aeroporto de Vitória volta a operar com os voos para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Esta novidade amplia a malha aérea local, possibilitando o acesso a oito aeroportos do País, colaborando nas ações de retomada do fluxo turístico em nosso Estado.
Todos os dados foram divulgados na semana passada pela Secretaria de Turismo (Setur) em parceria com o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Legenda da foto: Convento da Penha – um dos principais pontos turísticos do Espírito Santo

Créditos

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish