Tecnologia

Ford vai usar a nuvem para calcular a autonomia do Mustang elétrico

Fatores como comportamento do motorista, previsão do tempo e condições da estrada serão considerados antes da partida para produzir uma estimativa mais realista

A Ford vai tentar reduzir a preocupação dos proprietários do Mustang Mach-E com a duração da bateria de seu carro elétrico, usando a nuvem e um complexo conjunto de variáveis para calcular a autonomia de forma mais realista e precisa.
Um sistema chamado Intelligent Range irá recalcular a autonomia com base em fatores como comportamento do motorista, previsão do tempo (já que a temperatura afeta o desempenho da bateria) e condições da estrada, além de dados obtidos de outros Mach-E na região via crowdsourcing.

“Mudanças no comportamento do motorista e no ambiente podem impactar a autonomia, o que é o motivo pelo qual outros veículos elétricos frequentemente sofrem ajustes significativos neste número”, disse Mark Poll, gerente de recarga de veículos elétricos na Ford.

Caso as condições na rota impactem significativamente a autonomia do veículo, o motorista será informado da nova estimativa, e do motivo, antes da partida.
No futuro a Ford pretende distribuir atualizações que irão considerar em tempo real informações como tráfego, inclinação da pista, terreno e elevação ao longo da rota e até mesmo a temperatura no destino.
O Mustang Mach-E 2021 deve chegar ao mercado nos EUA no final de 2020, custando a partir de US$ 43.895,00 (cerca de R$ 235.000). A autonomia será de aproximadamente 380 km no modelo GT e 480 km no modelo com bateria estendida.

Fonte: Olhar Digital

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish