Meio ambiente

Belugas são transportadas da China para santuário no oceano na Islândia

A dupla, batizada de Little Grey e Little White, passou 30 horas viajando da China para a Islândia, onde nadaram no mar pela primeira vez desde 2011

Depois de quase uma década em cativeiro, duas baleias-belugas, batizadas de Little Grey e Little White, retornaram ao oceano. As duas fofuras chegaram ao Santuário Beluga, na baía de Klettsvik, na Islândia, no último sábado (8), após passarem 30 horas viajando da China para as águas geladas do local.
Ambas têm 12 anos e viviam em cativeiro desde 2011 no parque aquático Changfeng Ocean World, em Xangai, na China, onde foram mantidas em cativeiro e treinadas para apresentações. A dupla foi transportada graças ao projeto britânico Sea Life Trust, que busca melhorar a qualidade de vida de diversos animais marinhos ao redor do globo.
“Estamos absolutamente maravilhados em poder compartilhar a notícia de que Little Grey e Little White estão em segurança em seu santuário marinho”, afirmou Andy Bool, chefe do Sea Life Trust, em comunicado.

“[Elas] estão a apenas um passo de serem liberadas em sua casa em águas abertas”.

Com ajuda de biólogos, veterinários e até da comunidade local, a dupla está em uma área ainda restrita da baía de Klettsvik. Isso porque, para sua segurança, elas precisam se acostumar com o clima da região e se readaptar à vida em mar aberto antes de serem soltas no local, que é o primeiro santuário aberto para belugas.
“Após um extenso planejamento e vários ensaios, a primeira fase de seu retorno ao oceano foi tão tranquila quanto esperávamos e planejávamos”, contou Bool. “Estamos monitorando cuidadosamente Little Grey e Little White com nossa equipe especializada e veterinários e esperamos anunciar sua soltura final em breve”.

Crédito das fotos: Reprodução Instagram/@belugawhalesanctuary

Fonte: Revista Galileu

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish