Tecnologia

Carro voador anunciado para 2024 por empresa chinesa é realmente um carro que voa

A chinesa Xpeng revelou em seu evento Xpeng 1024 Tech Day 2021 seu projeto de carro elétrico voador. Desenvolvido pela sua filial HT Aero, voltada para Mobilidade Aérea Urbana (UAM), o veículo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL) terá seu design realmente parecido com o de um carro.
Não apenas a aparência será de um automóvel, como o veículo voador poderá ser dirigido no solo, como um carro comum. A montadora chinesa não revelou muitos detalhes sobre eVTOL, além de características como o fato de que o carro será leve e equipado com um mecanismo dobrável de rotores que permite a conversão “fly-drive”.

O veículo contará com um mecanismo dobrável de rotores (Foto: Divulgação/Xpeng)

Voos curtos pela cidade
Podendo se tornar uma aeronave ou um carro totalmente integrado, o veículo poderá realizar voos de baixa altitude com a mesma facilidade com a qual roda em estradas. Esta nova geração de eVTOL da Xpeng vai estender o seu volante para ser conduzido no solo e vai mudar para a alavanca no modo de voo.
O carro voador tem capacidade para duas pessoas e foi desenhado para circular em ambientes urbanos, voando baixo e em curta duração. Segundo as informações, sua autonomia de voo é de apenas 35 minutos.

Os rotores do carro elétrico voador serão dobrados para o veículo rodar no chão (Foto: Divulgação/Xpeng)

Decolagem e pouso serão realizados automaticamente, além do planejamento de rota de voo ser feito de forma autônoma. A empresa afirma que os pousos serão facilmente realizáveis no topo de construções residenciais.
De acordo com a Xpeng, um sistema de percepção ambiental avançado será capaz de avaliar totalmente o ambiente ao redor do veículo e as condições meteorológicas, para conduzir avaliações de segurança antes das decolagens. Durante os voos, uma percepção avançada e um algoritmo de controle serão usados para evitar obstáculos.
O novo eVTOL terá um peso 50% menor que o do sedan Xpeng P7, o que pode significar algo por volta de um tonelada. O automóvel movido a bateria lançado pela montadora no ano passado pesa, dependendo da tração e de outros fatores, de 1865 kg a 2060 kg.

Carro voador de sexta geração da Xpeng ao lado de um sedan elétrico Xpeng P7 (Foto: Divulgação/Xpeng)

Um vídeo apresentado durante o evento da empresa mostrou a renderização do carro voador rodando por uma estrada, se transformando para levantar voo e voando por um vale até pousar no alto de uma montanha. O veículo é a sexta geração de carros elétricos da Xpeng (o Voyager X1 é a quarta geração dos elétricos voadores da montadora e o Voyager X2 é a quinta geração).

Voando na frente da Tesla?
“Nossa exploração de soluções de mobilidade mais eficientes, seguras e neutras em carbono vai muito além de apenas EVs inteligentes e é a base de nossas vantagens competitivas de longo prazo”, disse He Xiaopeng, presidente e CEO da XPeng. A empresa tem como objetivo ser a principal fabricante de carros voadores tripulados de baixa altitude e é considerada uma das principais rivais da Tesla na China.

O projeto final, que Xiaopeng disse ser mais discreto do que as renderizações atuais, será decidido em 2022. O CEO disse que o objetivo da Xpeng é que o custo deste carro voador seja inferior a US$ 157 mil (cerca de R$ 874 hoje, em conversão direta).
A Xpeng pretende começar a produção massiva dos veículos em 2024, mesmo ano em que pretende colocar seu primeiro carro voador no mercado, o Voyager X2. Este modelo a ser produzido pela divisão Xpeng Heitech não se parece tanto com um carro como a sexta geração desenvolvida pela HT Aero.

A Xpeng anunciou que pretende colocar o eVTOL Voyager X2 (quinta geração) no mercado em 2024, assim como está sendo planejado para o carro voador de sexta geração da empresa chinesa (Foto: Divulgação/Xpeng Heitech)

Projetos de redundância de segurança multinível e P&D para o carro voador da sexta geração serão desenvolvidos internamente pela HT Aero. Há uma semana, a startup vinculada à Xpeng conseguiu a maior angariação de fundos da Ásia até hoje no setor de veículos voadores. O financiamento de 500 milhões de dólares (algo acima dos R$ 2,7 bilhões) será usado para o desenvolvimento e certificação dos seus eVTOLs.

Fonte: Olhar Digital

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish