Meio ambiente Tecnologia

Combustível de aviação à base de plantas pode reduzir as emissões em 68%

Uma pesquisa produzida na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, apontou que um combustível produzido a partir de um tipo de planta de mostarda pode reduzir as emissões de carbono no planeta. A substituição dos combustíveis à base de petróleo por esse novo combustível podem reduzir as emissões em até 68%.
O responsável pela pesquisa é Puneet Dwivedi, e sua equipe estudou o preço de equilíbrio e as emissões de carbono ao longo da vida de um combustível de aviação sustentável derivado de Brassica carinata, uma cultura de sementes oleaginosas não comestíveis.
Há uma estimativa que nos Estados Unidos a indústria da aviação emita 2,5% de todas as emissões de dióxido de carbono e seja responsável por 3,5% do aquecimento global. Dwivedi apontou inclusive o local apropriado para a plantação da nova fonte de combustível.

“O combustível à base de Carinata pode ajudar a reduzir a emissão de carbono do setor de aviação enquanto cria oportunidades econômicas em todo o sul dos Estados Unidos, onde a planta crescerá bem”.

(Foto: Forest and Kim Starr)

A nova descoberta vai de encontro a uma proposição do presidente Joe Biden, que no mês de setembro propôs um crédito fiscal de combustível sustentável que reuniria as agências federais para aumentar a produção de SAF (combustível de aviação sustentável) em todo o país.
Agora, os esforços da pesquisa estão concentrados em encontrar a infraestrutura ideal para triturar a semente e processar o óleo em SAF. Dwivedi agora se concentra na modelagem da viabilidade econômica e ambiental da produção e consumo de SAF baseados em carinata na Geórgia, Alabama e Flórida, considerando uma perspectiva da cadeia de suprimentos.

Fonte: Hypeness

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish