Comportamento

Canabidiol pode ajudar pessoas a deixarem de fumar maconha

Em estudo inédito, cientistas britânicos perceberam que a substância diminuiu a vontade de consumir cannabis em 94% dos voluntários

Segundo em estudo publicado nesta terça-feira na revista científica Lancet Psychiatry, o canabidiol, substância natural extraída da cannabis, pode ajudar pessoas a largarem o hábito de fumar maconha.
Para a pesquisa, os cientistas aplicaram a substância e um placebo em 82 voluntários que queriam parar de consumir a erva, mas não conseguiam. A equipe acompanhou os efeitos do medicamento durante quatro semanas e, depois, ao longo de seis meses.
Por ser o primeiro estudo do tipo, os cientistas resolveram testar três doses diferentes de canabidiol. Na primeira etapa do estudo, 48 voluntários receberam placebo ou canabidiol nas doses de 200 mg, 400 mg ou 800 mg. Os pesquisadores descobriram que a dose mais baixa foi ineficaz.
Na segunda etapa, os pesquisadores recrutaram 34 novos voluntários para receber placebo, 400 mg ou 800 mg de canabidiol. No final do estudo, eles encontraram evidências consistentes de que o canabidiol em 400 mg ou 800 mg era eficaz na redução do uso de maconha. Não houve aumento dos efeitos colaterais do canabidiol em comparação ao placebo e 94% dos voluntários completaram o tratamento.
“Os resultados de nosso estudo abrem uma nova estratégia terapêutica para gerenciar o uso problemático de cannabis em ambientes clínicos.”, diz Tom Freeman, diretor do Grupo de Dependência e Saúde Mental do Departamento de Psicologia da Universidade de Bath e principal autor do estudo, em nota.
No momento, não existem medicamentos recomendados para ajudar usuários de maconha a parar de fumar. Ao demonstrar como o canabidiol poderia ser uma estratégia de tratamento promissora, este estudo se soma às pesquisas existentes sobre os possíveis usos medicinais da substância, incluindo o tratamento de síndromes graves de epilepsia na infância e psicose.

Fonte: Revista Galileu

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish